Arquivo

Arquivo da Categoria ‘softwares’

Instalador offline da linha Windows Live Essentials 2011

1, outubro, 2010 3 comentários

A Microsoft deu uma repaginada no seu pacote de aplicativos para web, lançando o Windows Live Essentials 2011, que inclui programas como Writer, Galeria de Fotos, Mail, Movie Maker e o popular Messenger, a.k.a MSN 2011.

Como já é tradição da empresa evil de Redmond, o instalador nada mais é que um web installer, um aplicativo de aproximadamente 2 MB que possibilita ao usuário escolher quais aplicativos serão introduzidos na máquina, depois de escolhidos são baixados e instalados, tudo muito bonito, mas…

Pra quem nem sempre tem uma conexão decente disponível ou mesmo faz trocentas instalações por dia para clientes, não é nada prático ficar baixando toda hora esses aplicativos, a MS não divulga, mas há um instalador tudo-em-um que pode ser baixado por aqui, ele não é nada enxuto, tem pouco mais de 150 mega.

Vale ressaltar que o pacote Windows Live Essentials 2011 só pode ser instalado no Windows Vista e 7, sem chances para o XP.

PS: Tentei fazer a gambiarra de disponibilizar a instalação de cada aplicativo individualmente como já fiz em duas oportunidades, mas não tive sucesso, se tiver algum progresso atualizo este post.

Categories: softwares Tags:

tweetz, cliente de Twitter em forma de gadget para Windows

8, agosto, 2010 1 comentário

Na minha constante busca pelo cliente de Twitter perfeito, encontrei um simpático, o tweetz, ele é um gadget para Windows Vista/7 (e XP “tunado”).

As principais vantagens são: não devora kilos de memória como os clientes que utilizam Adober Air, pois usa os próprios recursos das versões recentes do Windows; ele sempre está disponível no desktop.

tweetz expandidotweetz ancoradoO tweetz, assim como a maioria dos gadgets para Windows, permite a exibição em duas formas, expandida e encorada, a primeira permite visualizar os avatares e uma quantidade maior de tweets, a segunda ele só exibe os tweets, permitindo uma visualização maior da área de trabalho.

Comparando com os clientes que já usei, ele até que é completinho, possui RT oficial, encurtamento de links, opções de intervalo para procurar updates, piar quando receber uma mention ou DM, definir a altura quando expandido/ancorado e por aí vai.

Claro que não é perfeito, algumas coisas incomodam, como toda vez ter que clicar em “more” para carregar tweets passados e abrir o formulário sempre que o topo é clicado, mas nada que uma meia dúzia de e-mails para os desenvolvedores não resolva Smiley piscando

Enfim, vale a pena dar uma testada no tweetz, ele não requer instalação de nenhuma geringonça e não fica devendo para os clientes mais populares.

O que o Firefox 4 Beta 1 tem de bom?

8, julho, 2010 4 comentários

Lançado nesta semana o primeiro beta do Firefox 4, ele vem pra dar um gás para nós usuários do panda vermelho, aliás, já estava quase passando da hora do browser da Mozilla trazer novidades.

 

Maquiaram o panda

O primeiro impacto após instalar o Firefox 4 Beta 1 é a aparência, na versão para Windows – na qual estou usando – o navegador segue o conceito da interface Aero, presentes no Windows Vista e 7, o que agrada muito, deixando aquele velho visual sem sal e sem açúcar comendo poeira.

Outro ponto interessante da interface é que a barra de menus agora está por padrão oculta, no seu lugar surge o que a Mozilla batizou de “Firefox Button”, nada mais que um botão do lado superior esquerdo que concentra os recursos do navegador, com essa mudança a área visível dos sites aumenta.

 

Interface do Firefox 4 Beta 1

 

Mas nessa alteração algo me incomoda, existe um espaço perdido entre o “Firefox Button” e as abas, o ideal seria que o botão ficasse ao lado das abas, não sobre, assim como as versões atuais do melhor navegador do mundo que ninguém usa, falando nisso, esse beta está no mínimo muito parecido com ele, pra não dizer copiado.

 

Comparação: Firefox 4 b1 vs Opera 10.60

 

Outra mudança foi o reposicionamento das abas acima da barra de endereços, como já está virando tendência nos navegadores.

Vale ressaltar para os mais tradicionais que essas mudanças podem ser revertidas bastando apenas alterar as opções do browser, ou seja, a barra de menus pode ser exibida e as abas retornarem para baixo da barra de endereços, mantendo a tradição firefoxiana de ser um navegador personalizável.

 

Firefox 4 + Windows 7 = Win

Nesta versão o Firefox vem mais integrado ao Windows 7, dando suporte ao preview das abas com o cursor sobre o ícone, exibição de opções na jumlist e progresso do download visível no ícone da barra de tarefas.

 

Preview das abas

       Opções na jumlist     Progresso do download no ícone

 

Com esse beta o Firefox entra no grupo de browsers que suportam esses recursos do Windows 7, os outros que sei são Internet Explorer 8 (obviamente), Opera 10.60 e Safari 5. Cadê Chrome?

 

Houston, we have a problem

Nem tudo são flores, das cinco extensões que uso normalmente apenas uma é suportada nesse beta, mas é questão de tempo para os desenvolvedores irem dando suporte, tradicionalmente a maioria das extensões já vão atualizando pra ser compatível mesmo sendo beta.

Enfim, mesmo para os mais viciados nos addons, é possível deixar este beta juntamente com a versão 3.6 instalada na máquina.

 

Run fox, run!

Não fiz nenhum teste de desempenho, contudo nestes dias de uso percebi que a raposa está notavelmente mais esperta e rápida, não sei dizer em números, só posso dizer que novamente deu gosto de navegar com o Firefox.

 

Conclusão

Mesmo se tratando de um beta, o Firefox 4 está estável, muito agradável, com um desempenho se não superior aos outros navegadores, pelo menos não está comendo poeira, além de dar maior suporte ao padrão HTML5.

Confesso que já estava pensando em migrar para a concorrência, porém com as mudanças apresentadas no beta posso dizer que me sinto satisfeito de novo em navegar pelo panda vermelho, tenho no ponteiro do mouse as melhores extensões, com velocidade e uma aparência agradável.

E que venha a versão final, mas não tarde!

Categories: softwares Tags: ,

As extensões que me mantém no Firefox

3, maio, 2010 3 comentários

A principal desculpa razão que dou quando me perguntam porque ainda não migrei do Firefox para o Google Chrome são as extensões, ao meu ver é o ponto forte do navegador da Mozilla, apesar das mais recentes versões do browser da Google suportar extensões, é evidente que as disponíveis para a raposa são mais maduras.

Abaixo as cinco extensões que mais uso e que são indispensáveis no meio dia-a-dia internético:

   

TabScope

Previsualização da aba

Ao parar o cursor sobre uma aba a TabScope exibe um preview da mesma, permite também recarregar ou cancelar o carregamento da aba sem que seja necessário abrí-la, uma mão na roda pra ver se a página já carregou ou se é conteúdo NSFW 😀

Instalar o TabScope

   

Echofon

Tweets pelo Echofon

Esse é o cliente de Twitter que mais uso no PC, não é o que tem mais recursos, mas tem o básico que preciso (reply, RT clássico e nativo, encurtamento de links automático, etc), só de não ter que abrir um aplicativo somente para isso e que consuma toneladas de memória – como os que usam Adobe Air – já é uma grande vantagem.

Instalar o Echofon

   

SubLink/migre.me

Compactando link da barra de endereço

Descompactando link do migre.me

Essa extensão adiciona a opção de compactar os links da barra de endereço pelo encurtador brasileiro migre.me, sem ser necessário entrar no site do mesmo, também criar um atalho para a página de visualização de cliques e RTs, além disso, ela descompacta os links de diversos serviços como bit.ly, is.gd, tinyurl.com e outros.

Instalar o SubLink/migre.me

   

gTranslate

Traduzindo com dois cliques

O gTranslate utiliza o Google Translate para traduzir palavras ou frases, sem que seja necessário entrar no serviço, basta selecionar o texto, clicar com o botão direito e ir na opção traduzir, o texto é traduzido automaticamente.

Instalar o gTranslate

   

WebMail Notifier

Opções do notificador

Notificador

Por último a nata, essa extensão é um notificador de e-mails não lidos, ao receber uma mensagem é exibida uma discreta notificação no canto inferior direito do navegador e mostra o número de mensagens a ler com um ícone na barra de status, ela suporta os três grandes – Hotmail, Gmail e Yahoo! Mail – e alguns outros não tão conhecidos, também dá suporte aos protocolos POP e IMAP, o que a torna virtualmente compatível com qualquer serviço de e-mail.

Instalar o WebMail Notifier

 

Long life and prosper to Firefox!

Categories: softwares Tags:

Road Show TI 2010: Adobe CS5

13, abril, 2010 Sem comentários

A terceira palestra do Road Show TI foi a mais empolgante até agora, parte pela consultora da Adobe, Ana Laura, que estava eufórica para apresentar a versão CS5 dos softwares da empresa, como o produto em si que em alguns momentos deixou a platéia boquiaberta.

O Adobe Creative Suite 5 foi lançado ontem, foi a primeira apresentação da nova versão do pacote autorizada pela empresa, no caso a palestrante exibiu os recursos em uma versão beta.

CS5 está disponível em português brasileiro, assim como a CS4, agora com versões 64 bits, o que em conjunto com uma boa quantidade de memória pode elevar o desempenho dos softwares do pacote.

Foram mostradas algumas ferramentas da Adobe que eu não sabia da existência, como o próprio site Acrobat.com, que permite trabalho colaborativo gratuitamente (à la Google Docs) com suporte a videoconferência; Kuler que é serviço que facilita a escolha de cores de layout para sites, basta digitar um tema ou sentimento (segundo a palestrante) para quando o desenvolvedor estiver sem criatividade.

No Dreamweaver foi adicionado um recurso que permite visualizar como o site ficará em diversas plataformas (Windows, Mac, Linux, mobile) e diversos navegadores (como o famigerado Internet Explorer), sem que seja necessário possuir várias máquinas.

Com o Illustrator a consultora mostrou novas funcionalidades, como um melhoramento com recursos 3D, além de um leque de novidades com manipulação de imagens.

O clímax da noite foi mesmo o Photoshop CS5, em um determinado momento foi selecionada uma foto em que havia um cidadão em frente à um muro de tijolos, a palestrante selecionou o individuo, dois ou três cliques depois e alguns segundos de processamento, ele sumiu só restando o fundo de tijolos, aí só se ouvia “Oloco”, “Uooou”, “Macuuumba!” by Eduardo Souza, “É coisa do tinhoso” by Kaio Augusto,  “Uatárreu?!?” by eu. Resumindo, o algoritmo do software criou parte do background sem nenhuma alteração manual. #MEDO

Ainda com o Photoshop, foi usada uma função que possibilita manusear a estrutura de uma figura, foi escolhida uma imagem com um elefante, foi possível mexer com a tromba, lembrando que não se tratava de um objeto 3D e sim uma foto, o que gerou pensamentos impuros em parte da platéia. 😀

Deixo aqui um link citado com vídeo aulas oficiais dos produtos Adobe, a Adobe TV.

Hoje ocorre a última palestra do ciclo, com o tema “Redes Wireless 802. 11n”, amanhã tem post aqui no Nove sobre ela.

BÔNUS: Mais uma vez o colega Kaio Augusto se supera, ao notar os trejeitos da consultora, solta um  “A tia é geek!”

Categories: pessoal, softwares Tags: , ,